terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Pista de Cooper de Saloá é destaque no Diário de Pernambuco!





“Moradores que se exercitavam na beira da estrada ganham pista de cooper no Agreste. Investimento em construção de pista de cooper, praças e iluminação na cidade de Saloá vem como aliada para saúde da população”.
Quando a taxa de colesterol de Judite Barbosa chegou em 260 - nível considerado altíssimo -, o médico deu um ultimato à doméstica de 44 anos: ou ela fazia exercícios físicos, ou corria sério risco de perder a vida. Ela resistiu de início, por não encontrar na cidade de Saloá, no Agreste pernambucano, uma forma de fazer caminhadas. Só se rendeu no fim de 2016, quando uma pista de cooper foi inaugurada a poucos metros da casa dela. Saloá, a cidade que desenha em seus 15 mil habitantes, igreja e praça principal a imagem de típico interior pernambucano, tem agora uma nova linha formada por pista arborizada e larga, com 1 km voltado exclusivamente para a saúde dos moradores. 
Antes da pista, só quem era corajoso o suficiente conseguia se exercitar na cidade, caminhando às margens da PE-216, via principal de acesso ao município, a 262 km do Recife. Aos 50 anos, dona Adeílda Rodrigues era uma das poucas no grupo que se arriscava em meio aos veículos. “A gente ia caminhando até o parque aquático, no meio dos carros, antes de anoitecer. Senão, ficava muito escuro”, lembra a auxiliar de serviços gerais. As dificuldades do caminho a afastaram da rotina, retomada com a nova pista. “Se eu não venho, não consigo nem dormir bem”, brinca.


O fim da tarde é a hora de maior movimento no local. Seja pela paisagem pintada pelo por do sol no Agreste ou pelo vento mais fresquinho que corre na região (onde a temperatura média anual é de 21 graus), é só chegar ali para encontrar gente de toda a idade, inclusive, Judite. Há um ano caminhando cerca de uma hora todos os dias, ela melhorou as taxas e fez gosto ao profissional de saúde. “Fui lá e fiz os exames de novo, tinha baixado mais de 100 pontos”, comenta. A inauguração da pista de cooper de Saloá, que hoje leva o nome do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, foi resultado de uma série de obras do governo do estado em contrapartida com o município, que terminou com a instalação de iluminação de led na área, construção de duas novas praças e revitalização de outra, em investimento de R$ 753 mil. 

“Forasteiro” na cidade, o auxiliar de obras Juliano Tavares, de 37 anos, faz corridas como forma de manter a saúde há mais de uma década. O trabalho já fez com que ele mudasse de cidade algumas vezes e a impressão sobre a região é digna de comparação com cidade grande. “O calçamento me lembra muito o da orla de Maceió”, comenta.



Mudança na saúde da população

A mudança nos hábitos dos moradores é notada por quem se exercita e mais ainda por quem os comanda. A educadora física Melissa Miguel dá aulas aeróbicas há três anos na academia de saúde instalada a poucos metros da nova pista de cooper. Ali, com chuva ou sol, os exercícios de alongamento e dança são realizados. Basta chegar em uma segunda, terça ou quarta-feira para notar o engajamento dos alunos, em sua maioria, mulheres. “Aqui tem pessoas fiéis, que vem sempre. Já vi gente só com alimentação regrada e atividade física perder mais de 20 quilos”, lembra. 

Fonte: Diário de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário